Histórico
 02/10/2005 a 08/10/2005


Votação
 Dê uma nota para meu blog


Outros sites
 Sinergia - o livro
 Google
 Storage & Data Solutions Brasil - SDS Brasil


 
Capítulos
 

Sinergia

Fator de sucesso nas realizações humanas

Autor:     Sérgio Lins
Editora:  Elsevier Campus

Alguns parágrafos iniciais

Orelha

Quando ocorre um encantamento na troca mútua de experiências, amplificando o valor de tudo que realizamos em conjunto, vivenciamos a sinergia. Esta valorização crescerá na proporção em que aumentar a reciprocidade do respeito e da confiança, envolvendo pessoas numa busca pela realização de aspirações e planos futuros.

O que pode ser feito para, estimular e desenvolver o encantamento, visando manter um trabalho conjunto eficaz e eficiente? Como garantir que o resultado deste trabalho seja sempre superior à soma dos esforços em separado?

Este livro aborda os cuidados para estimular, desenvolver e manter a sinergia, capitalizando o conhecimento que vai sendo adquirido em processos sinergísticos que podem ocorrer num escopo interpessoal, interdepartamental e interorganizacional.

Seja qual for o escopo, para conquistar e manter a sinergia, não bastam experiência, competência, conhecimento. Há que existir um comportamento baseado em valores criados pela observância e exercício de virtudes, criando as condições básicas para uma parceria, na qual a força da sinergia será tão maior quanto mais existirem confiança mútua e espírito de colaboração.

A confiança ativa talentos e possibilita que pessoas alcancem elevados níveis de performance, explicando o sucesso de algumas equipes em projetos onde predecessores fracassaram. Colaboração depende da confiança despertada e da disposição de cada um em dar apoio ao outro na realização de seus projetos.

Quando amigos resolvem montar um negócio em conjunto, a confiança é motivada pela mútua iniciativa e a comprovação de competências para realização de atividades de interesse comum. A colaboração acontece com a ética no exercício destas competências para a obtenção de resultados mutuamente vantajosos.

Conceitos - Idéias - Sugestões - Workshop - Oficina - Debate - Cursos - Projetos - Aulas - Palestras - Referências - Bibliografia - Sites - Livros - Artigos - Ensaios - Contatos - Empresas - Organizações - Corporações - Blogs - Comunidades - Contribuições - Questões - Casos - Ciclos - Desafios - Metáforas - Lições - Recomendações - Gestão do Conhecimento - Gestão do Capital Intelectual - Conflitos - Colaboração - Confiança - Mudança Organizacional - Construtivismo - Criatividade - Inovação - Negociação - Cultura Organizacional - Virtudes Sinergísticas - Resiliência Humana - Aprendizado Organizacional - Conhecimento Tácito - Sinergia Organizacional - Comunicação Interpessoal - Interorganizacional - Proatividade - Objetividade - Flexibilidade - Interdep - Synergy - Learning - Tacit Knowledge - Change - Consultoria - Palestrante - Antônio Sérgio Lins de Carvalho - quem aborda analisa conceitua conduz define escreve estrutura estuda desenvolve coordena gerencia divulga faz organiza pesquisa prepara projeto realiza trata dá sobre de


Escrito por Sérgio Zanni às 08h16
[ ] [ envie esta mensagem ]



Abertura – Quase História


Em viagem recente para Vitória ES, fiquei sabendo que meu vôo não seria no mesmo tipo de avião da viagem anterior. Mesmo sendo uma pessoa que não tem medo de avião, ao me aproximar daquela pequena aeronave, fiquei receoso. Talvez porque há muito não voasse em avião pequeno, e aquele parecia menor do que qualquer outro em que eu já tivesse viajado.


Sentei na terceira poltrona da fila única à esquerda e permaneci tenso enquanto o piloto taxiava. Surpreendentemente a decolagem foi a mais suave que eu já tinha experimentado e, como num passe de mágica, rapidamente o pequeno avião flutuou em silêncio no espaço sem nenhuma vibração.


Chegando ao destino, quando o piloto anunciou que iríamos aterrissar em poucos minutos, estávamos voando perpendicular à praia e, por ilusão de ótica, parecíamos estar parados em relação ao solo. Com o baixo nível de ruído, e o movimento quase imperceptível, tive a sensação de estar voando em um grande dirigível, um tipo de Zepelim.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



Introdução


Foi naquele pequeno avião de última geração que observei a excelência tecnológica da indústria aeronáutica e refleti sobre a revolução no uso do conhecimento. Importante é que aquele avião era uma maravilha tecnológica produzida pela Embraer, representando um caso de sucesso no qual a sinergia entre parceiros  fez que o conhecimento industrial se amplificasse através da Tecnologia da Comunicação e Informação. Pensei então: O que caracteriza uma parceria sinérgica? Por que uns conseguem e outros não? Devia ser algo natural? Se não é algo que existe naturalmente, o que pode ser feito para desenvolvê-la? Caso ela já exista, que cuidados devem ser tomados para mantê-la?

O que se espera de uma parceria é obter, em conjunto, algo mais valioso do que se consegue com a soma dos esforços em separado. Em outras palavras, a eficácia do trabalho em conjunto traz a expectativa de que a capacidade de realização coletiva, e de cada um, vá se amplificando enquanto se busca um efeito sinérgico. Nessa busca, há que se compreender que existem diferentes possibilidades de conseguir esse efeito, e é na natureza, onde a sinergia é freqüente e espontânea, que se encontram os melhores exemplos. Seja no ar que se respira, na água que se bebe, ou no sal que está presente nos mares, a natureza demonstra como ela é sinergística. 



Escrito por Sérgio Zanni às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



1. Comportamentos sinergísticos


Eu já tinha percebido que não dava mais para continuar tão insatisfeito com o trabalho. Algo tinha que ser feito e certamente nenhum resultado poderia ser obtido com esforços isolados. Precisávamos usar pensamentos, palavras e ações de uma forma conjunta, em busca de resultados mais significativos do que o que estávamos conseguindo em separado. Tornava-se necessário atentar para um dos fatores mais importantes da sinergia – a interdependência.


Muitas vezes, no relacionamento onde ocorre a interdependência uma espécie de “magia” se produz. Um fascínio e um encantamento decorrente da aprendizagem e troca mútua de experiências que amplificam o valor e a importância de tudo que se faz em conjunto. Um valor que cresce quando surgem demonstrações de respeito e confiança, envolvendo pessoas na busca pela realização de aspirações e planos futuros. Este envolvimento, que ocorre em relações interpessoais, pode acontecer em escala mais ampla, onde a socialização seja maior, como nos relacionamentos entre organizações. Entretanto, esta “magia” não se desenvolve espontaneamente e em alguns casos seu efeito pode ser negativo; o equilíbrio interno dentro de cada componente influencia o efeito amplificador; e não se pode ficar esperando que esta magnificação ocorra independente da nossa vontade. Portanto, precisamos adotar o sinergismo como atitude e norma comportamental.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



2. Metáforas da Sinergia


Enquanto eu trabalhava em um dos exercícios daquele workshop, lembrei-me do momento em que o poeta  falava ao carteiro sobre o papel da metáfora para induzir um sentimento mais forte quando se quer passar conceitos com mais profundidade. Comecei a pensar em exemplos naturais de sinergia que pudessem ser usados como um paralelo para o dia-a-dia na empresa. Devido à minha formação básica em química, lembrei-me logo do sal, da água e das ligas metálicas. Entretanto não pude deixar de pensar nas estruturas sociais e no trabalho cooperativo de animais selvagens e alguns insetos como exemplos que valem uma boa reflexão.


Da mesma forma que a Embraer é mencionada como um caso de sucesso de parceria sinérgica no uso inteligente do conhecimento, o próprio leitor poderia lembrar inúmeras situações onde pessoas, grupos de trabalho, ou empresas, conseguiram obter resultados, em conjunto, impossíveis de serem conseguidos em separado. Entretanto, o que talvez não seja fácil é extrair lições de cada um desses casos para aplicá-las em uma situação específica, pois fica difícil construir um paralelo entre duas realidades quando uma delas não é totalmente conhecida. Em outras palavras, mesmo que eu conheça as sutilezas dos meus processos, pouco sei a respeito dos processos do caso que estou comparando com a minha realidade. Assim, sem conhecer a realidade paralela, fica difícil responder questões relativas à  tomada de decisão e ao uso do conhecimento para impulsionar a inovação. E estas são apenas algumas das respostas que se procura obter quando se pensa nas oportunidades de uso cooperativo do conhecimento.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h14
[ ] [ envie esta mensagem ]



3. Diversidade e complementaridade


Eu não estava conseguindo traduzir as metáforas em termos do cotidiano. Por isto, o sal seria lembrado apenas como um excelente exemplo de sinergia dado pela natureza. Sendo assim, a lição apreendida seria semelhante ao que acontece nos casos de treinamento gerencial através de jogos, em que para alguns, na impossibilidade de traçar o paralelo com o dia-a-dia, fica apenas a mensagem do jogo pelo jogo. Talvez eu precisasse conduzir uma reflexão sobre o que está por trás de cada agrupamento sinérgico, seja ele vivo ou inanimado, humano ou não humano.

Quando organizações se unem para formar uma parceria e produzem resultados mais significativos do que era conseguido atuando em separado, diz-se que houve Sinergia Interorganizacional. O efeito sinérgico deste tipo de parceria reproduz o que ocorre de forma tão comum entre elementos químicos que se unem atomicamente para formar inúmeras substâncias naturais, dentre as quais destacam-se o ar, o sal e a água como os exemplos mais comuns de sinergia na natureza. Ao longo de bilhões de anos a natureza tem organizado estas substâncias complexas para produzir as espécies vivas. Neste período a natureza também tem coordenado o efeito cooperativo entre estas espécies, desenvolvendo sinergia de sinergias que são maravilhosos exemplos do que pode ser feito com recursos limitados. Nesses exemplos, a natureza demonstra como superar grandes desafios, cujo paralelo no mundo dos negócios, só se consegue com inovação, empreendedorismo e muita sinergia.

 



Escrito por Sérgio Zanni às 08h14
[ ] [ envie esta mensagem ]



4. Metáfora geométrica


Não levou muito tempo para eu perceber que as reflexões sobre diversidade complementar e interdependência organizacional provocou um certo efeito sinergístico nos diversos grupos de trabalho. Entretanto, tudo se resumiu àquele primeiro efeito e ninguém aventou sequer a hipótese de que seria possível conseguir um efeito ainda maior. Talvez não houvesse perspectiva de melhoria por não se ter uma visão de aonde se queria chegar, e como conseqüência não havia motivo para procurar resultado melhor do que o já obtido. Faltava uma compreensão de como o processo sinergístico vai evoluindo.

No ambiente de negócios da atualidade quando se pensa no uso do conhecimento para atingir um nível mais elevado de produto e serviço, imediatamente procuram-se parceiros. Nesta procura, mantém-se uma atenção especial para o equilíbrio entre a semelhança de interesses e a complementaridade das diferenças, pois assim aumenta-se a chance de obter o máximo de sinergia. Esta atenção é redobrada  quando a parceria toma como base a diversidade de conhecimento dos diversos parceiros, que passa neste caso a ser fator crítico de sucesso na sua formação. Entretanto, como a sinergia nos projetos humanos, diferentemente da natureza, não é espontânea, precisamos de um mecanismo que compense esta falta de espontaneidade. Este mecanismo pode ser a metáfora do roteiro de qualquer desenvolvimento sinergístico. Esta metáfora tem que ser simples, prática, algo que se possa observar, algo que se possa modificar com as mãos para que se vá construindo a parceria, imitando cada passo da construção, como se fosse uma imagem refletida um espelho.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h13
[ ] [ envie esta mensagem ]



5. Ubiqüidade da Sinergia


Sempre me perguntam por que o ser humano reluta tanto em se aproveitar de sinergia que é um processo tão comum na natureza. Se a causa está na oposição ou no  desconhecimento do que fazer para conseguir o efeito sinérgico, eu não sei. Sei apenas que na natureza tudo acontece por instinto ou seguindo a ordem regular das coisas, pois não faz sentido depender do conhecimento que insetos, elementos químicos ou animais selvagens tenham sobre sinergia. Acredito então, que nossa única saída para essa relutância à sinergia seja a aprendizagem do que fazer para consegui-la.


Estar ao mesmo tempo em toda a parte, marcando onipresença é o que caracteriza a ubiqüidade. Se levarmos em conta que os exemplos de sinergia na nossa vida são tantos e tão claros, podemos pensar que a sinergia é ubíqua. Assim, nos perguntamos como poderíamos viver sem o conceito que está por trás desta palavra. Sendo a sinergia um caminho para compreender como a natureza trabalha, a sua familiaridade nos leva a prestar pouca atenção direta ao fenômeno. Poucos se surpreendem com a complexidade da criação de uma célula a partir da interação de simples componentes orgânicos. Damos menos atenção ainda à estrutura da molécula de cloreto de sódio, o nosso sal de cozinha. A natureza cria e destrói e neste permanente destruir–construir, o universo continua mantendo a sua harmonia e integridade. A vida continua independentemente da familiaridade ou do valor relativo que damos aos fenômenos sinérgicos da natureza.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h13
[ ] [ envie esta mensagem ]



6. Ingredientes da Sinergia


Um participante do workshop afirmava que no seu grupo as pessoas não se entendiam e tudo indicava que jamais conseguiriam trabalhar em equipe. Levei-o a uma saleta para que ele observasse como um grupo mais entrosado enfrentava os “demônios” do inter-relacionamento. A observação imparcial levou-o a compreender que certos aspectos da formação de uma equipe vão além da lógica e do conhecimento. Com esta compreensão ele passou a observar seus colegas de grupo, procurando descobrir uma maneira de estimulá-los e influenciá-los na busca de “um algo mais” que faça com que o raciocínio e a competência de cada um trabalhem em conjunto para produzir melhores resultados.


Um dos desafios da inovação e do  empreendedorismo, na atualidade, é o aproveitamento dos recursos tecnológicos para propiciar cada vez mais facilidades de conexão entre as pessoas e aumentar a capacidade de inclusão de informação aos produtos e serviços. Há que se notar que, se por um lado, o aproveitamento dos meios colocados a nossa disposição pela evolução tecnológica, depende da eficácia com que usamos o conhecimento; por outro lado, este aproveitamento implica em mudanças que exigem quebra de paradigmas e novas estratégias organizacionais. Para usar o conhecimento com eficácia e promover essas mudanças vamos precisar de parcerias sinérgicas, que por sua vez são também facilitadas com o avanço tecnológico. Cabe aqui ressaltar que na própria formação de uma parceria, existem fatores importantíssimos para a obtenção do efeito sinérgico que dependem diretamente das facilidades de conexão entre as pessoas. Em resumo, na Sociedade do Conhecimento, a inovação e o empreendedorismo dependem de sinergia entre parceiros que, por sua vez, é conquistada com confiança e colaboração, que são ingredientes invisíveis e passíveis de serem refinados pela conectividade e pela gestão do conhecimento.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h13
[ ] [ envie esta mensagem ]



7. Caráter Sinergístico


Num dos intervalos do workshop aquele participante que tinha reclamado do comportamento do seu grupo, comentou que ao observar seus colegas no trabalho conjunto, pôde constatar como certas qualidades eram importantes para manter o equilíbrio da diversidade de pensamentos e a coerência nos interesses comuns. Falou que enquanto uns eram atenciosos e gentis, outros eram dispersivos e ríspidos. Percebeu também que certos atributos, como a tolerância e humildade, se fossem mais freqüentes facilitariam em muito a busca pela harmonia entre as divergentes formas de pensar e agir.


Nas uniões sinérgicas produzidas pela natureza ou criadas pelo homem existem ingredientes complementares invisíveis. Este é o caso da técnica de entrelaçamento da esteira, do magnetismo que agrega partículas de limalha de ferro, e da temperatura numa reação química. O líder que queira desenvolver a sinergia na sua equipe, vai precisar determinar que ingredientes invisíveis precisam ser adicionados às habilidades e competências dos elementos da sua equipe. Traçando um paralelo com a natureza, o líder irá descobrir os fatores humanos que correspondem ao entrelaçamento, magnetismo, temperatura, pressão, etc.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



8. Confiança Sinergística


Naquele workshop, todos já tinham percebido que o caráter era fundamental para estimular a formação da equipe, e que o trabalho em parceria pode se degradar, ou até mesmo nem começar se não houver uma atitude adequada com relação aos desafios. Isto porque o caráter nos dá o ensejo e o estímulo, mas não o motivo e a razão para confiar. A confiança será motivada pela mútua percepção de iniciativa e habilidades para realização de tarefas. É isto que desenvolve a crença de que é seguro contar com o outro nos momentos de sufoco. Essa crença é que faz com que todos conspirem para o sucesso do aprendizado em equipe conseguido através do trabalho sinérgico.


A história do sucesso de algumas organizações parece indicar que na Sociedade do Conhecimento, o sucesso para a inovação e o empreendedorismo depende de parcerias que, por sua vez, são conquistadas com muita confiança e colaboração - fatores críticos de sucesso para a sinergia. De acordo com Rosabeth Kanter, é a confiança que faz com que algumas companhias sejam sempre percebidas com bons olhos pelos seus empregados e clientes, enquanto outras tenham sua imagem sempre ofuscada. A confiança é algo mental, mas não é uma postura no sentido de estar sempre presente. Confiança é uma expectativa situacional positiva que nos leva a esforços e investimentos para tornar a expectativa uma realidade. O principal segredo da liderança é a confiança nas outras pessoas, criando segurança pessoal e estimulando-as a realizar os seus melhores esforços em uma direção coerente.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



9. Colaboração Sinergística


Quando meses depois voltei para avaliar os benefícios do workshop, percebi que a sinergia era ainda muito fraca e poucos compreendiam o que significava colaborar. Havia o caso dos que se mostravam dispostos a dar a sua parcela de contribuição no trabalho em parceria, mas por excesso de confiança no outro deixavam que ele se encarregasse de quase tudo que tinha que ser feito. Outros, com excessivo zelo, até acreditavam que se precisassem poderiam contar com o outro, mas acabavam realizando tudo sem aguardar qualquer apoio. Comportamentos tão pouco interdependentes não produziam sinergia e não davam qualquer chance de que acontecesse qualquer aprendizado em equipe.


Na sociedade do conhecimento, a conquista do sucesso está cada vez mais dependente de um equilíbrio entre confiança e colaboração. Isto é o que acontece, por exemplo, nas parcerias para a criação das maravilhas tecnológicas da indústria aeronáutica, ou nos acordos entre produtores e supermercados que arrendam suas gôndolas para que produtos sejam expostos. Em escala menor, este equilíbrio precisa também ocorrer quando amigos resolvem montar um pequeno negócio em conjunto. Em todos estes casos, a confiança é motivada pela iniciativa mútua e comprovação de competências para realização de operações de interesse comum. A colaboração acontece pelo exercício dessas competências na obtenção de resultados mutuamente vantajosos. Seja qual for a situação, de nada adianta comprovar enorme competência sem, na proporção da sua grandeza, exercitá-la para obter resultados colaborativos.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h12
[ ] [ envie esta mensagem ]



10. Epílogo

Em quase todas as ocasiões que ouvi alguém falar de sinergia, exemplificava-se com o caso “2+2=5”, como se a sinergia pudesse ser explicada por uma expressão elementar, referindo-se ao todo sendo maior do que a soma das partes. Como se sinergia fosse um fenômeno inexato estudado pelas ciências exatas. Como se aquela ineqüação fosse suficiente para exemplificar a sinergia que ocorre nas equipes de alto desempenho.

Da mesma forma que uma simples expressão matemática não contém um significado completo de um conceito como sinergia, um epílogo jamais arrematará todo o conteúdo de um livro. Por isto, um dos maiores desafios deste autor foi  preparar um epílogo que mostrasse a comunhão entre os temas, recapitulando, resumindo, fechando e dando uma perspectiva de possíveis desdobramentos. Além disso, houve o cuidado de se manter o máximo de coerência com as intenções iniciais. Quem enfrenta este tipo de tarefa, constata que um dos maiores problemas no desenvolvimento de uma idéia nem sempre está no início, e sim no momento de colocá-la em prática, após a aceitação da mesma.



Escrito por Sérgio Zanni às 08h08
[ ] [ envie esta mensagem ]



Como adquirir o livro

O livro pode ser adquirido nas grandes livrarias ou através dos Sites:



Escrito por Sérgio Zanni às 08h07
[ ] [ envie esta mensagem ]




[ ver mensagens anteriores ]